Na sua opinião, qual trará saúde e qual trará doença? 

Os quiropráticos são especialistas do sistema nervoso e têm como objetivo libertá-lo de qualquer que seja a interferência que possa impedir a transmissão nervosa entre o cérebro e o restante corpo, ou seja os músculos, órgãos, tecidos e células. Essas interferências podem ser de origem física, bioquímica ou mental-emocional.

Em casos extremos onde são necessárias intervenções cirúrgicas ou tratamentos invasivos para certas doenças, o paciente é recomendado para um colega especialista na área de intervenção. Na maioria dos casos, os pacientes que nos consultam estão em situações agudas ou crónicas, onde ainda podemos recorrer a métodos conservadores para resolver a maioria das queixas ou mazelas.

Por vezes, para ser possível ajudar os nossos pacientes com desafios de saúde mais complexos, necessitamos de adquirir novas técnicas e métodos para chegarmos ao objetivo principal pretendido: o de trazer saúde máxima aqueles que nos procuram. Sabemos, por ser verdade em teoria, mas também pelos 30 anos de experiência clínica, que 30% dos nossos pacientes encontram-se com problemas de saúde físicos por causas de origem psicossomáticas, ou seja, condições provocadas por alterações emocionais.

Os sintomas mais comuns associados a transtornos emocionais são dores musculares ou articulares persistentes, disfunções digestivas, dificuldade na respiração, tensão ou irritação na garganta, alterações cardiovasculares, irritações na pele e perturbações do sistema nervoso tais como a ansiedade, a depressão e a insónia.

Existem hoje vários estudos, que relacionam as doenças cancerígenas a comportamentos de stress emocionais crónicos. O stress pode ser benéfico ou prejudicial e o que diferencia um do outro é a interpretação que fazemos dos desafios que nos são apresentados no dia-a-dia. A maioria de nós foi educado para ter uma visão polarizada do mundo, ou seja, interpretar as situações da vida como sendo boas ou más, sem ter em conta a outra parte. O que dá origem à emoção é a polarização mental, ou seja, o julgamento. Esse desequilíbrio mental será interpretado pelo cérebro como sendo algo de benéfico ou prejudicial, criando alterações bioquímicas e fisiológicas e dando origem a sintomas e doenças. Consequentemente, nascem as crenças, umas mais favoráveis e outras menos, programas subconscientes que controlam as nossas decisões e ações!

A intervenção do Dr. Neil Violante como consultor em comportamento humano e facilitador do método Demartini, é de orientar os seus pacientes/clientes a chegarem à consciencialização que tudo na vida tem o seu lado positivo e negativo. Através desse conceito, o Dr. Neil dedica-se a ensinar, a quem o procura, métodos que trarão uma resolução aos desafios não só físicos, mas também mentais-emocionais, para que o paciente/cliente possa experienciar uma correção da causa do seu desafio de saúde, munido de ferramentas que poderá utilizar ao longo da vida.

Se procura mais sabedoria na área do comportamento humano, deseja aperfeiçoar os seus talentos de comunicação e tornar-se mestre da sua vida em vez de ser prisoneiro do seu passado, participe num dos eventos lecionados pelo Dr. Neil Violante.