Ciência na correção dos desalinhamentos vertebrais

A Quiroprática tem sido a profissão líder no que diz respeito à correção postural da coluna vertebral. No mundo das profissões de saúde, e desde a sua existência, em 1895, os quiropráticos sempre se basearam na importância de corrigir os desalinhamentos vertebrais para permitir o fluxo normal dos impulsos nervosos entre o cérebro e os vários órgãos do corpo.

O médico, Dr. Roger Sperry, prêmio Nobel da medicina em 1981, afirmou, nos seus estudos do desenvolvimento cognitivo em neurociência, que 90% da estimulação e da alimentação do cérebro se devem aos movimentos da coluna vertebral. Este também demonstrou que 90% da energia do nosso cérebro é usada só para a postura.

A importância de manter uma coluna alinhada no seu eixo normal é primordial para a manutenção de uma saúde durável e de qualidade.

No decorrer dos anos 70 e 80, o professor Dr. Chung Ha Suh, da Universidade de Colorado, num estudo sobre a compressão das raízes nervosas na coluna, determinou que o desalinhamento das vértebras pode reduzir os impulsos nervosos em 60% com apenas uma pressão equivalente ao peso de uma pena. Este estudo veio determinar uma teoria que os Quiropráticos promoviam desde o início do século.

Todas as funções do nosso corpo são controladas e dependentes do bom funcionamento do sistema nervoso. Sem esta energia vital, o corpo acaba por enfraquecer e deteriorar-se até ao estado de doença. Dores articulares, dores musculares, dores de cabeça, disfunções dos órgãos, sistema imunitário enfraquecido são alguns exemplos de consequências da degeneração neurológica por compressão.

A fim de determinar o estado de saúde do seu sistema nervoso, visite o Quiroprático, especialista da coluna vertebral, e faça a sua avaliação postural e biomecânica.