Gravidez e Quiroprática

Gravidez e Quiroprática - Artigo - Centro Quiroprático Nova Vida

Gravidez e Quiroprática

O anúncio da desejada chegada de um filho no seio da família, é uma das maiores alegrias que podemos experimentar ao longo da vida. Todos os membros da família se alegram e se preparam para o tão esperado acontecimento, mas uma pessoa em especial o vivenciará de forma muito intensa: a mãe. Para ela, as quarenta semanas durante as quais o seu corpo se transforma num ser humano completo a partir de duas pequenas meias-células, correspondem a um período intenso de mudanças físicas e bioquímicas, mas também emocionais. Por esta razão, a preparação antes do nascimento é tão importante; não estou a falar de “chá de bebé”, escolha de roupas ou cor dos móveis do quarto! Tornar-se pai e mãe envolve muito mais do que isso. Vejamos como a quiroprática é um dos elementos essenciais nesta preparação.

Em primeiro lugar, é fácil perceber que o corpo da mulher muda drasticamente durante a gravidez: o centro de gravidade muda, as ancas alargam-se, as articulações sacroilíacas movem-se de forma diferente, a caixa torácica e os pulmões crescem e preparam-se para respirar por dois e aí por diante. Por isso, é de crucial importância ter uma coluna vertebral e uma bacia bem alinhada para enfrentar todos estes desafios! Nesse sentido, a quiroprática é “A” profissão de primeira escolha para permitir que todas essas mudanças ocorram sem complicações. Cada visita ao quiroprático inclui um momento de avaliação para saber onde o corpo desenvolve com toda essa progressão!

Dor e tempos de parto reduzidos

Os ajustamentos quiropráticos ajudam, não apenas a vivenciar uma gravidez sem ou com pouca dor, mas também facilitam o parto na maioria dos casos, permitindo que os ossos pélvicos e lombares se movam o máximo possível para permitir que a criança desça para dentro do canal vaginal, quando chega a hora. Como resultado, a taxa de cesarianas (35% em Portugal) e complicações após intervenções como epidurais ou uso de fórceps, por exemplo, diminui em pacientes que fizeram tratamento quiroprático durante a gravidez. Além disso, foi observada uma redução no tempo de trabalho de parto de 25 a 31%!

Como a Quiroprática pode ajudar durante a gravidez? 

Ter uma excelente biomecânica aumenta a possibilidade de um bom posicionamento do bebé durante a gravidez e o parto, sendo a sua posição definida pela gravidade da terra e pelo espaço que possui no abdómen da mãe. Finalmente, como as funções uterina e hormonal são controladas diretamente pelo sistema nervoso, é essencial ter um sistema nervoso em excelentes condições: o papel por excelência da Quiroprática.

Além disso, manter o sistema nervoso em excelentes condições na mãe, constitui uma condição essencial para o desenvolvimento adequado do feto; a saúde da mãe durante o seu crescimento intrauterino refletir-se-á ao longo da vida da criança.

É claro que a nutrição é importante!

A nutrição é importante - Blog de Saúde F´sicia - QuiropráticaQuanto ao lado bioquímico ou nutricional da gravidez, circulam muitas informações sobre este assunto, algumas verdadeiras, outras falsas. Certos mitos ainda permanecem e é importante esclarecer as coisas. A alimentação da gestante deve ser de qualidade e não de quantidade. Eu diria até que cada pai deveria fazer questão de melhorar os seus hábitos alimentares nos anos anteriores à conceção, para dar ao feto as melhores condições. Durante a gravidez, recomenda-se uma dieta que ajude a manter o corpo num ambiente mais alcalino, bem como certos suplementos de acordo com as necessidades individuais. Em geral, são necessárias vitaminas do complexo B de origem natural, ómega-3 e boas fontes de proteína, como ovos, legumes e peixes de água fria. É claro que produtos tóxicos como cigarros, drogas, álcool, vacinas e medicamentos, devem ser evitados. Também se deve comer muitos mais alimentos que contenham fibras, como grãos integrais, vegetais, frutas, etc., para ajudar no trânsito intestinal mais difícil, devido às hormonas da gravidez produzidas pela mãe.

O quiroprático é capaz de orientar a futura mãe; alguns têm até formação específica em pediatria ou nutrição e mesmo que a situação se revele complexa, não hesitarão em recomendar um especialista qualificado na área. Além disso, como o sistema digestivo está sob o controle do sistema nervoso, o ajustamento quiroprático apoiará a função intestinal e ajudará no trânsito intestinal mais lento.

E como lidar com o arco-íris das emoções…?

Em relação às mudanças emocionais que podem ocorrer, não só durante a gravidez, mas também após o parto, é importante preparar-se assim que pensar em conceber um filho. Ler sobre o assunto, participar em workshops sobre ansiedade e insónia e, principalmente, procurar o apoio necessário de outras mães, são passos na direção certa. Infelizmente, a nossa cultura, ao mostrar apenas o lado fantasioso da gravidez, faz com que muitas mães percam o equilíbrio e muitas vezes ainda acreditam em “contos de fadas” e filmes de romance cor-de-rosa. Em contrapartida, outras ficam assustados com as histórias de partos horríveis que as suas mães, tias, primas e outras contaram e quando chega a hora, ficam aterrorizados e sem apoio. Como filha de uma mãe que sofreu partos muito difíceis, tive de superar muitos desafios para equilibrar o meu lado emocional. O apoio e o diálogo com o meu marido, as informações recebidas da minha parteira, dos quiropráticos e das mães mais experientes que me rodeiam, a visualização do meu parto e o facto de ter um modelo presente nos meus pensamentos (a minha avó que teve 16 filhos), permitiram-me superar os muitos desafios da gravidez e do parto dos meus 4 filhos, bem como a minha recuperação completa. Também aqui a quiroprática desempenhou um papel fundamental, ajudando-me a regular os lados simpático e parassimpático do meu sistema nervoso e permitindo-me reagir adequadamente em todas as situações.

Por todas estas razões e muitas mais, a quiroprática durante a gravidez não é apenas uma escolha segura e eficaz, mas sim uma necessidade para experienciar uma gravidez e um parto naturais. É claro que ninguém tem 100% de controle sobre o que vai acontecer, mas porque não colocar as melhores probabilidades do seu lado? Cada vez mais mulheres fazem essa escolha!

Gravidez e Quiroprática

O anúncio da desejada chegada de um filho no seio da família, é uma das maiores alegrias que podemos experimentar ao longo da vida. Todos os membros da família se alegram e se preparam para o tão esperado acontecimento, mas uma pessoa em especial o vivenciará de forma muito intensa: a mãe. Para ela, as quarenta semanas durante as quais o seu corpo se transforma num ser humano completo a partir de duas pequenas meias-células, correspondem a um período intenso de mudanças físicas e bioquímicas, mas também emocionais. Por esta razão, a preparação antes do nascimento é tão importante; não estou a falar de “chá de bebé”, escolha de roupas ou cor dos móveis do quarto! Tornar-se pai e mãe envolve muito mais do que isso. Vejamos como a quiroprática é um dos elementos essenciais nesta preparação.

Em primeiro lugar, é fácil perceber que o corpo da mulher muda drasticamente durante a gravidez: o centro de gravidade muda, as ancas alargam-se, as articulações sacroilíacas movem-se de forma diferente, a caixa torácica e os pulmões crescem e preparam-se para respirar por dois e aí por diante. Por isso, é de crucial importância ter uma coluna vertebral e uma bacia bem alinhada para enfrentar todos estes desafios! Nesse sentido, a quiroprática é “A” profissão de primeira escolha para permitir que todas essas mudanças ocorram sem complicações. Cada visita ao quiroprático inclui um momento de avaliação para saber onde o corpo desenvolve com toda essa progressão!

Dor e tempos de parto reduzidos

Os ajustamentos quiropráticos ajudam, não apenas a vivenciar uma gravidez sem ou com pouca dor, mas também facilitam o parto na maioria dos casos, permitindo que os ossos pélvicos e lombares se movam o máximo possível para permitir que a criança desça para dentro do canal vaginal, quando chega a hora. Como resultado, a taxa de cesarianas (35% em Portugal) e complicações após intervenções como epidurais ou uso de fórceps, por exemplo, diminui em pacientes que fizeram tratamento quiroprático durante a gravidez. Além disso, foi observada uma redução no tempo de trabalho de parto de 25 a 31%!

Como a Quiroprática pode ajudar durante a gravidez? 

Ter uma excelente biomecânica aumenta a possibilidade de um bom posicionamento do bebé durante a gravidez e o parto, sendo a sua posição definida pela gravidade da terra e pelo espaço que possui no abdómen da mãe. Finalmente, como as funções uterina e hormonal são controladas diretamente pelo sistema nervoso, é essencial ter um sistema nervoso em excelentes condições: o papel por excelência da Quiroprática.

Além disso, manter o sistema nervoso em excelentes condições na mãe, constitui uma condição essencial para o desenvolvimento adequado do feto; a saúde da mãe durante o seu crescimento intrauterino refletir-se-á ao longo da vida da criança.

É claro que a nutrição é importante!

A nutrição é importante - Blog de Saúde F´sicia - Quiroprática

A nutrição é importante – Blog de Saúde F´sicia – Quiroprática

Quanto ao lado bioquímico ou nutricional da gravidez, circulam muitas informações sobre este assunto, algumas verdadeiras, outras falsas. Certos mitos ainda permanecem e é importante esclarecer as coisas. A alimentação da gestante deve ser de qualidade e não de quantidade. Eu diria até que cada pai deveria fazer questão de melhorar os seus hábitos alimentares nos anos anteriores à conceção, para dar ao feto as melhores condições. Durante a gravidez, recomenda-se uma dieta que ajude a manter o corpo num ambiente mais alcalino, bem como certos suplementos de acordo com as necessidades individuais. Em geral, são necessárias vitaminas do complexo B de origem natural, ómega-3 e boas fontes de proteína, como ovos, legumes e peixes de água fria. É claro que produtos tóxicos como cigarros, drogas, álcool, vacinas e medicamentos, devem ser evitados. Também se deve comer muitos mais alimentos que contenham fibras, como grãos integrais, vegetais, frutas, etc., para ajudar no trânsito intestinal mais difícil, devido às hormonas da gravidez produzidas pela mãe.

O quiroprático é capaz de orientar a futura mãe; alguns têm até formação específica em pediatria ou nutrição e mesmo que a situação se revele complexa, não hesitarão em recomendar um especialista qualificado na área. Além disso, como o sistema digestivo está sob o controle do sistema nervoso, o ajustamento quiroprático apoiará a função intestinal e ajudará no trânsito intestinal mais lento.

E como lidar com o arco-íris das emoções…?

Em relação às mudanças emocionais que podem ocorrer, não só durante a gravidez, mas também após o parto, é importante preparar-se assim que pensar em conceber um filho. Ler sobre o assunto, participar em workshops sobre ansiedade e insónia e, principalmente, procurar o apoio necessário de outras mães, são passos na direção certa. Infelizmente, a nossa cultura, ao mostrar apenas o lado fantasioso da gravidez, faz com que muitas mães percam o equilíbrio e muitas vezes ainda acreditam em “contos de fadas” e filmes de romance cor-de-rosa. Em contrapartida, outras ficam assustados com as histórias de partos horríveis que as suas mães, tias, primas e outras contaram e quando chega a hora, ficam aterrorizados e sem apoio. Como filha de uma mãe que sofreu partos muito difíceis, tive de superar muitos desafios para equilibrar o meu lado emocional. O apoio e o diálogo com o meu marido, as informações recebidas da minha parteira, dos quiropráticos e das mães mais experientes que me rodeiam, a visualização do meu parto e o facto de ter um modelo presente nos meus pensamentos (a minha avó que teve 16 filhos), permitiram-me superar os muitos desafios da gravidez e do parto dos meus 4 filhos, bem como a minha recuperação completa. Também aqui a quiroprática desempenhou um papel fundamental, ajudando-me a regular os lados simpático e parassimpático do meu sistema nervoso e permitindo-me reagir adequadamente em todas as situações.

Por todas estas razões e muitas mais, a quiroprática durante a gravidez não é apenas uma escolha segura e eficaz, mas sim uma necessidade para experienciar uma gravidez e um parto naturais. É claro que ninguém tem 100% de controle sobre o que vai acontecer, mas porque não colocar as melhores probabilidades do seu lado? Cada vez mais mulheres fazem essa escolha!

Dor de cabeça, formigueiro e dormência de mãos - Cartaz para Workshop

INSCREVA-SE NO NOSSO WORKSHOP!

“7 Hábitos para Potenciar o seu Sistema Nervoso”