Quiroprática e Artrite Reumatoide: Aliados no Alívio da Dor

Uma solução para a Artrite Reumatoide - Blog de Saúde Física e Quiroprática

Os segredos da artrite

A artrite reumatóide é uma doença crónica que, segundo o Instituto Português de Reumatologia, afeta entre 50 a 60 mil portugueses. Tem uma incidência de duas a quatro vezes maior em mulheres do que em homens, sendo o pico de ocorrência nas mulheres após a menopausa. Neste artigo, exploraremos as suas causas, fatores de risco, complicações e opções de tratamento disponíveis para esta doença.

O que é a artrite reumatoide?

A artrite reumatóide é uma patologia autoimune que causa inflamação e destruição articular. Uma das características principais desta patologia é o facto de que o sistema imunitário (ou seja, as defesas) deixa de reconhecer certas células do próprio corpo e ataca-as como se fossem estranhas ou perigosas. Esta reação é designada como autoimune porque o sistema imunológico ataca o próprio organismo, podendo danificar as células de vários tecidos, como o articular, ou o tecido de certos órgãos. 

Como resultado dessa reação autoimune, é desencadeada uma resposta inflamatória local e sistémica (em todo o organismo) contínua, que acaba por tornar-se crónica. Consequentemente, as articulações afetadas podem desenvolver edema (inchaço), rubor (vermelhidão), calor (aumento da temperatura na articulação) e rigidez, provocando a incapacidade de movimento adequado e dor. As principais articulações afetadas pela artrite são as das mãos e pés, no entanto pode afetar qualquer articulação do corpo.

Causas e fatores de risco das artrites

Independentemente do facto de não se saber claramente o que desencadeia a resposta autoimune do organismo, investigações recentes sugerem que fatores tanto físicos (a epigenética), como bioquímicos (por exemplo, o tabagismo), como mentais-emocionais e psicossomáticos, podem influenciar na ocorrência da artrite.

  • Epigenética: estudos recentes em genética e epigenética mostram como as vivências dos nossos antepassados ficam registadas de forma epigenética, fazendo com que sejamos mais suscetíveis ao desenvolvimento de certas doenças como a artrite reumatoide, apesar destas não se encontrarem codificadas nos genes (ADN).
  • Tabagismo: uma investigação efetuada em 2016 demonstrou que o tabagismo e o consumo de produtos que contêm nicotina ativam vários processos imunitários, incluindo certas respostas autoimunes envolvidas na artrite.
  • Desequilíbrios mentais-emocionais: o Prof. John Demartini, especialista em comportamento humano e polímata, explica que as emoções têm um grande impacto na saúde física. Nesse sentido, a artrite reumatoide poderá ter também uma causa a nível psicossomático ainda a ser investigada.

Complicações da Artrite Reumatoide 

Geralmente, a artrite origina inflamação e dor articular, afetando inicialmente as articulações pequenas das mãos e pés, assim como vários órgãos do corpo. No entanto, consoante o progresso e o agravamento da patologia, mais articulações podem vir a ser afetadas – os ombros, os cotovelos, as ancas, os joelhos e/ou as vértebras da coluna cervical (no pescoço). Consecutivamente, a destruição articular pode traduzir-se na inflamação dos tecidos adjacentes, suscitando o desenvolvimento de tendinites e bursites e a deformação dolorosa das articulações.

Por outro lado, uma das complicações da artrite reumatoide é o aumento do risco de desenvolver osteoporose, nódulos reumatoides (os quais podem formar-se tanto nas articulações – ex: mãos, cotovelos, joelhos – como nos órgãos), secura dos olhos, boca e  glândulas genitourinárias (síndrome de Sjogren), síndrome do túnel do carpo, problemas cardiovasculares, problemas respiratórios e pulmonares ou anemia, entre outros.

Articulações deformadas na mão - Blog de Saúde Física e Quiroprática

Tratamentos das artrites

O tratamento da artrite reumatoide visa aliviar a dor, reduzir a inflamação, preservar a função das articulações e melhorar a qualidade de vida das pessoas que sofrem esta doença. Os tratamentos podem incluir:

    • Medicação: os anti-inflamatórios, os analgésicos e a medicação antirreumática modificadora da doença (DMARD) são os mais usados. Porém, estas medicações mostram ter efeitos secundários, tais como o aumento do risco de sofrer um ataque cardíaco em 30%, a adição (de facto as estatísticas demonstram uma epidemia dos opiáceos e toxicodependência) e a imunodeficiência, que promove o risco de infeção.
  • Estilo de vida saudável: fazer exercício físico regular, manter uma dieta equilibrada (por meio de uma alimentação essencialmente alcalina e anti-inflamatória), perder peso, iniciar a prática de meditação e exercícios de mindfulness e deixar de fumar, são estratégias que podem ajudar a gerir os sintomas e o desenvolvimento desta patologia.
  • Terapias naturais: os cuidados oferecidos pela fisioterapia, acupuntura, massagem ou quiroprática poderão ajudar na manutenção da mobilidade, na diminuição da dor, no fortalecimento muscular e no atraso da destruição articular.

Benefícios da quiroprática na cura das artrites

A quiroprática é uma profissão de saúde especializada no cuidado e manutenção do sistema nervoso (mestre do corpo humano), mediante a correção postural e biomecânica da coluna vertebral. O foco da quiroprática é o de libertar o poder curativo inato do organismo por via da correção das interferências nervosas causadas pelas subluxações. Estes desvios ou bloqueios articulares interferem com a circulação elétrica entre o cérebro e o corpo e provocam irritação dos nervos e dos tecidos, desencadeando a longo prazo, dor, enfraquecimento orgânico e má função do organismo. 

A quiroprática oferece uma abordagem não invasiva e natural para aliviar a dor e melhorar a qualidade de vida das pessoas com artrite reumatoide. Por meio de cuidados manuais gentis, indolores e precisos (ajustamentos), sem fazer uso de medicação ou cirurgia, o doutor em quiroprática consegue reposicionar as articulações bloqueadas, permitindo a boa circulação nervosa e a regeneração. Alguns dos benefícios incluem:

  1. Alívio da dor:
    Os ajustamentos quiropráticos ajudam a aliviar a pressão nas articulações, reduzindo a dor e a inflamação e ajudando na segregação de hormonas do bem-estar. Isso pode proporcionar um alívio notável para os pacientes que sofrem de artrite reumatoide.
  2. Melhoria da mobilidade:
    A quiroprática pode ajudar a melhorar a mobilidade articular, permitindo que os pacientes recuperem parte da agilidade perdida devido à doença.
  3. Melhoria na qualidade de vida:
    A abordagem holística da quiroprática pode não apenas reduzir a dor, mas também promover o bem-estar geral, ajudando os pacientes a lidar melhor com os desafios emocionais e físicos da artrite reumatoide.
  4. Cuidado personalizado:
    Cada paciente é único e os tratamentos quiropráticos são personalizados para atender às necessidades individuais. Nesse sentido, os cuidados quiropráticos para além dos ajustamentos, poderão incluir recomendações sobre hábitos saudáveis como a alimentação, exercício físico e alongamentos, exercícios de meditação e descanso. Isso torna a quiroprática uma opção flexível e adaptável para as pessoas com artrite reumatoide.
O que é a artrite reumatoide - Blog de Saúde Física e Quiroprática

Embora a quiroprática não seja uma cura para a artrite reumatoide, vários estudos constatam que muitos pacientes relatam benefícios significativos em termos de alívio da dor e melhoria na qualidade de vida. É importante consultar um quiroprático qualificado para garantir um cuidado seguro e eficaz. Pode consultar o website da Associação Portuguesa dos Quiropráticos para encontrar um quiroprático devidamente qualificado e credenciado.

Em resumo, a quiroprática oferece uma abordagem complementar valiosa no tratamento da artrite reumatoide porque pode proporcionar alívio da dor, promover a mobilidade e melhor qualidade de vida, tornando-a uma opção atraente para aqueles que enfrentam o desafio diário da artrite reumatoide.

Não hesite! Marque uma consulta no nosso Centro e compreenda melhor como a quiroprática pode ajudar! Para mais informações, entre em contacto connosco e acompanhe as nossas publicações regulares e palestras sobre saúde!

7 elementos essenciais para um sistema nervoso saudável - Workshop de Saúde Física de Dra Celine Martin

INSCREVA-SE NO NOSSO WORKSHOP!

“7 elementos essenciais para um sistema nervoso saudável”